terça-feira, 23 de outubro de 2018

Bistrot de Paris - Restaurante

O Bistrot de Paris é um dos novos figurantes da lista Bib Gourmand, melhor custo/benefício, da Michelin.
Localizado na charmosa Vila San Pietro, uma travessa da Augusta.
O ambiente foi algo que me chamou a atenção. Andando na vila, até chegar ao Bistro, parece que saímos da Augusta e entramos em outro País. Só isso já vale a visita!
O restaurante é comandado pelo chef francês Alain Poletto, que tem um currículo exemplar.
A comida tradicional francesa é saborosa.
O garçom anda com uma lousa, com as sugestões do Chef para o dia. É confuso entender o que está escrito! É confuso entender a explicação do garçom!
No meio da confusão, resolvi arriscar e pedir uma entrada sugerida. A sorte está lançada! O prato chegou com 3 tipos de peixes que foram defumadas na casa, com um sabor delicioso, não me arrependi.
O que não pode faltar é experimentar uma baguete de fermentação natural, comi umas duas dela.
Estava um tempo querendo experimentar Cassoulet (R$78), a versão francesa da feijoada. Estava bem servido e saboroso.
A sobremesa que mais gosto é Crème Brulée (R$20), aproveitei para experimentar e gostei, mas nada surpreendente.
Eu fiquei olhando para o mousse de chocolate que o garçom estava servindo na mesa ao lado, ficou com dó de mim e me deu uma colherada. Estava ótimo também!
Eu gostei muito do Bistrot de Paris, vou voltar mais vezes, super recomendado! 




Serviço:
R. Augusta, 2542 - Loja 12 - Jardins, São Paulo - SP, 01412-100, Brasil

Horários:
segunda-feira - Fechado
terça-feira - 12:00–15:00, 19:00–23:30
quarta-feira - 12:00–15:00, 19:00–23:30
quinta-feira - 12:00–15:00, 19:00–23:30
sexta-feira - 12:00–15:00, 19:00–00:00
sábado - 12:00–17:00, 19:00–00:00
domingo - 12:00–15:30


quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Restaurante Avenida Café Bistrô

Buscando sobre o chef Ivo Lopes, que participou do MasterChef Profissionais, descobri que ele estava a frente de um restaurante na Mooca.
O Avenida Café Bistrô parece um corredor, bem estreito, mas é confortável.
O Ivo ficou pouco tempo no restaurante, ajudou a montar o cardápio, que é uma mistura de comida italiana e francesa.
O jovem Gabriel, que falou que é cria do Ivo, assumiu o restaurante e está fazendo algumas mudanças.
O cardápio é grande e fica confuso escolher os drinks da coquetelaria.
Uma entrada interessante é o "Ravioli de Ricota com ervas finas", R$27.
O prato principal fui de Picci com Ragu de linguiça ao molho Samassano, R$59.
Os dois pratos estavam deliciosos, não tenho nada para reclamar.
O atendimento é atencioso.
Eu não voltaria, gosto de criatividade na culinária e o restaurante segue uma linha tradicional.




Serviço:
Endereço: Rua Ibipetuba, 52 - Mooca - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 23737213
Horário:
segunda-feira Fechado
terça-feira 12:00 - 23:00
quarta-feira 12:00 - 23:00
quinta-feira 12:00 - 23:00
sexta-feira 12:00 - 00:00
sábado 12:00 - 00:00
domingo 12:00 - 17:00


* Valores confirmados na data de postagem.
** Reflete uma opinão pessoal, não sou especialista.

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Hot Pork Lanchonete

O "Dogão" de São Paulo segue quase um padrão, colocam purê de batata,  milho, mostarda, maionese, ketchup, batata palha, 2 salsichas de qualidade duvidosa, pão massudo e para caber na sua boca: o lanche é prensado! A "criatividade" do brasileiro em transformar receitas é incrível, vejam as variedades enormes de "Sushis" que inventamos.

O nosso Dogão é o verdadeiro "Mata Larica", com direito a tudo que existe como recheio! 
Sinceramente, nunca consegui comer um Hot Dog em São Paulo que me impressionasse, sem o exagero de recheios, com os ingredientes que merecem qualidade como o pão e a salsicha.
Para a nossa alegria, o chef Jefferson Rueda abriu o Hot Pork, lanchonete que fica perto do Copan e dos outros restaurantes do casal gastrônomico Rueda (Casa do Porco e Dona Onça).

O local é de esquina, tendo pouco espaço para comer sentado, a maioria acaba comendo em pé ou na calçada. Como de costume em todos os restaurantes do casal Rueda o lugar é concorrido e com filas.
O carro-chefe do restaurante é o Hot Pork (R$15), totalmente artesanal. A salsicha é 100% de porco e recheada na casa, o pão de leite é delicioso, os recheios são picles de cebola roxa e pepino, ketchup de tomate com maça, mostarda com tucupi e maionese com limão. Fantástico e acabei comendo 3 deles. Também tem opção para os vegeteba: o "Not Pork" com uma Salsicha de tofu e cogumelos.

Para beber tem a opção da cerveja da casa "Witpork" (R$13), feita pela Blondie. Não achei nada fantástico. Tem uma Sidra de hibisco com abacaxi que é bem interessante.
A batata crocante (R$8) é um bom acompanhamento, mas nas minhas tinham algumas batatas que estavam murcha.
Depois de encher o bucho com Hot Pork, tem a sorveteria do casal que fica ao lado. O sorvete que faz sucesso é o de "leite + bacon + caramelo + chocolate + porpoca" (R$14), dificil imaginar, mas a mistura de bacon com sorvete ficou muito bom. Tem outras opções de sorvetes, como os alcoólicos.
O Hot Pork tem pouco tempo de vida e já vai virar um ponto turístico em São Paulo, como a Casa do Porco e o Dona Onça. Não perca tempo e vai conhecer esta lanchonete! 


Serviço:
Endereço: Rua Bento Freitas, 454 - Centro - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 31298735
Todos os dias: 11hrs até 22hrs.

* Valores confirmados na data de postagem.
** Reflete uma opinão pessoal, não sou especialista.

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Fitó Restaurante

O Fitó é um restaurante de cozinha típica do Piauí.
Adentrou na lista de restaurantes "Bib Gourmand" da Michelin neste ano de 2018.
O casarão branco, localizado na região do largo da Batata, em Pinheiros, é bem confortável.
No segundo andar, temos um ambiente externo, que podemos comer na sombra de uma planta trepadeira, a mesma cresceu do térreo.
O cardápio é bem enxuto, tendo 6 opções de pratos principais e 1 prato do dia. As opções de coquetelaria são bem interessantes e promissoras.
Eu fui conhecer o restaurante em um domingo de tarde, o prato do dia era Arroz de Capote (R$ 52). Capote é galinha d´angola e um prato típico do Piauí.
O prato carro-chefe é o Paçoca (R$37), que é cane de sol com farinha de mandioca, manteiga de garrafa, baião de dois, banana de terra e queijo coalho.
O sabor do prato é bem leve, não exagerando nos temperos.
Contudo, não gostei da experiência que tive no restaurante. O atendimento é gentil, mas confuso e atrapalhado.
Uma frustração é em consequência da falta de itens no cardápio, que já é enxuto. 
Eu queria degustar o Arroz de Capote, mas depois de pedir, me informaram que estava em falta. Também drinks com Gim estavam em falta.
A comida chegou morna, não empolgando no sabor. A salada de cortesia chegou faltando o molho.
O restaurante é novo e tem muito que melhorar em organização.
Pretendo voltar daqui alguns anos, se continuar mantendo-se na lista de "Bib Gourmand".
Os desafios são grandes, mas a proposta do restaurante é interessante, principalmente por ser comida típica brasileira, que falta em São Paulo.




Serviço:
Fitó
Rua Cardeal Arcoverde, 2773
Largo da Batata
São Paulo,  SP
Telefone:
+[55] 11 3032 0963


Funcionamento:
Segundas
12h- 15h
Terça - Sexta
12h - 16h30 / 19h - 23h30
Sábados e feriados
12h30- 16h30 / 20h - 23h30
Domingos
12h30 - 17h

* Valores confirmados na data de postagem.
** Reflete uma opinão pessoal, não sou especialista.

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Firin Salonu Restaurante

A comida é uma expressão da cultura! Assim, quando experimento pratos típicos de outros lugares, no final, fico gordo e culto! 😉
O restaurante Firin Salonu é um represente incrível da culinária Turca.
O diferente já começa quando vamos escolher uma mesa, o garçon olha para você e manda: As mesas são compartilhadas!
Já começo na fobia do bandejão da fábrica, procurando uma cadeira longe das pessoas. Acho uma mesa distante e corro para sentar neste raro lugar, torcendo para ninguém querer sentar perto de mim.
Posso parecer caipira e sou, mas lendo outras experiências, a grande maioria fica incomodada com esta situação. Devem ter medo do fanho sentar na frente, pedir uma farofa e falar de política contigo. Acabando a refeição enfarofado e nervoso.
Na entrada peça o "Kuymak", que é um aligot de queijo defumado e milho, com uma consistência cremosa e saboroso. Perfeito para comer junto com o pão "ramazan" que é bem macio. Imperdível!
O restaurante tem um coquetelaria, com opções exóticas como o "Ezme" (R$26). Lembra o Bloody Mary, no lugar do tomate eles usam o extrato de pimentão. Não sou fã da "Maria Sanguinária" e achei o drink horrível.
Também tem opções interessantes de vinhos, escolhi um vinho rose argentino chamado "Amansado". Quando a taberneira trouxe o vinho, não segurei o riso por causa do rótulo, que é um cavalo com uma rosa na boca. Os vinhos deveriam ter rótulos mais divertidos, como o Amansado.
No Firin, escolhemos o prato principal e dois acompanhamentos.
O Sogan Bolmasi (R$ 39) são pétalas de cebola recheada com camarão e mandioquinha, não me cativou.
Gostei muito do Ahtapot Kebab (R$78), que é polvo grelhado na brasa, saboroso e no ponto perfeito.
O famoso por lá é o Pidesi (R$34), que é tipo uma "pizza" turca. Não experimentei, mas irei voltar para experimentar o prato.
Os acompanhamentos são bem interessantes, por exemplo, o Bulgur (R$22), que é um triguilho cremoso com açafrão e ovo.
Sobremesa tem o Kunefe (R$26), que é  torta crocante de sêmola, recheado com queijo fresco e calda de especiarias. Achei interessante!
Para finalizar, não esqueça de pedir o café turco!
O atendimento no Firin é confuso e lento, parece que falta garçon. Os pratos são saborosos e dificilmente você irá conseguir comer comida parecida em São Paulo.
Tem um pequeno estacionamento gratuito para clientes, raridade nos tempo atuais.
Certamente irei voltar neste restaurante!



Serviço:
Firin Salonu
Endereço: Rua Heitor Penteado, 147 - Sumarezinho - São Paulo - SP 
Telefone: (11) 38038962

Horário:
segunda-feira Fechado
terça-feira 12:00 - 15:00 - 19:00 - 23:00
quarta-feira 12:00 - 15:00 - 19:00 - 23:00
quinta-feira 12:00 - 15:00 - 19:00 - 23:00
sexta-feira 12:00 - 15:00 - 19:00 - 23:00
sábado 13:00 - 16:00 - 19:00 - 23:00
domingo 13:00 - 16:00 - 19:00 - 23:00

* Valores confirmados na data de postagem.
** Reflete uma opinão pessoal, não sou especialista.

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Jun Sakamoto Restaurante

Estudando a rica culinária japonesa, sempre é citado o chef Jun Sakamoto, como sendo o mestre dos Sushis.
Em uma pesquisa recente apontou o sushi como o segundo prato preferido dos paulistanos (o primeiro, claro, foi a pizza).
Tamanha popularização do sushi provocou uma banalização da comida. A maioria dos sushis que comemos nos restaurantes japoneses são produtos inventados e adaptados pela criatividade do brasileiro.
Tive a experiência de poder experimentar o sushi do Jun Sakamoto. Os ingredientes utilizados neste aclamado restaurante são bem frescos, peixes e moluscos que dificilmente encontramos em peixarias normais como o pargo, merluza negra, enguia, vieiras, ovas de salmão.
Neste restaurante cada peça de sushi é tratada como uma jóia, o arroz do sushi é morno e já vem pronto para ser consumido. Vejo em restaurante japonês o pessoal submergindo os sushis no shoyu e raiz forte, cortando todo o sabor dessa iguaria. No Jun o sushi é temperado pelo Chef nas pinceladas.
No menu degustação de 14 sushis é difícil identificar qual foi o melhor.
Peça uma garrafa de saquê para acompanhar os sushis, combina perfeitamente.
A noite passa rápido neste restaurante japonês perfeito, eleito diversas vezes o melhor japonês de São Paulo.
No final fecha os olhos, paga a conta alta e guarde em sua recordação a experiência em comer sushis de primeira qualidade.



Serviço:
Jun Sakamoto Restaurante
Endereço: R. Lisboa, 55 - Pinheiros, São Paulo - SP, 05413-000, Brasil

* Valores confirmados na data de postagem.
** Reflete uma opinão pessoal, não sou especialista.

Huto Restaurante

Dos 12 restaurantes estrelados em SP pela Michelin, 4 são de comida Japa.
O Huto comandado pelo Chef Fábio Honda, que é cria de Jun Sakamoto, não segue a linha tradicional do mestre, trazendo um pouco de modernidade e outras influências nos pratos.
Gostei muito do creme de abóbora japonesa com lagostim gratinado, servido com ovas de mujol e os incríveis sushis de diversos peixes.
O destaque fica pelo excelente atendimento do João, pernambucano que entende muito de culinária japonesa e não mediu esforços para provar para mim que o Huto é excelência em comida japonesa, depois de explicar para ele que estava conhecendo os estrelados da Michelin, explicou todo o trajeto do restaurante e elogiou a minha postura com a comida japonesa.
Algumas dicas para comer comida japonesa:
Coma os sushis com as mãos, não com aquela frescura ou nojinho com o Hashi. Comer com a mão te aproxima com a comida.

O Shoyu já é delicadamente pincelado nos sushis, nâo precisa pedir um prato e ficar molhando o arroz até desmontar o sushi.
Vale a pena a experiência no Huto.

Serviço:
Huto Restaurante

Endereço: Av. Jandira, 677 - Moema, São Paulo - SP, 04080-004, Brasil
Telefone: +55 11 5052-6804

* Valores confirmados na data de postagem.
** Reflete uma opinão pessoal, não sou especialista.
 

Cadastrar Email

Sobre o Blog

Neste blog irei compartilhar as minhas experiências e observações. Os temas serão variados, mas com ênfase em tecnologia. Inscreva-se nos nossos canais para receber atualizações.