quarta-feira, 4 de outubro de 2017

SSD - Executar o TRIM

Este Post faz parte de uma série de dicas para melhorar a performance e vida útil do drive SSD. Vide o post "A Odisseia do SSD".

O TRIM é um recurso de drive SSD mais recente, onde marca como inválido os blocos que foram apagados. Assim o SSD sabe que pode gravar novamente nestes blocos.
Sem o TRIM, o SSD teria que apagar o bloco para depois gravar a informação novamente, assim gerando ciclos de apagamento desnecessário e diminuindo a vida útil do seu SSD.

O primeiro passo para otimizar o TRIM é identificar se o seu SSD tem este recurso, para isso entramos com o seguinte comando em nosso terminal.
TRIM1.png

Pelo retorno acima, o meu SSD tem o recurso de TRIM.
“Data Set Management TRIM supported”

O comando para executar o TRIM é o fstrim e em distros Debian vem configurado uma execução semanal no crontab. (http://man7.org/linux/man-pages/man8/fstrim.8.html)
Dependendo da sua utilização do sistema, uma execução semanal de TRIM não é o suficiente. É recomendado alterar para uma execução diária.
Vamos verificar se tem a execução semanal do fstrim em nosso diretório do cron.
TRIM2.png

O parâmetro --all do fstrim executa o trim em todos file system que suportam o recurso.
Agora vamos mover o arquivo para o diretório de execução diária.
TRIM3.png

Agora é só reiniciar o seu computador que o recurso irá ser executado automaticamente.

Também podemos executar o recurso manualmente, utilizando o seguinte comando.

$ sudo fstrim -v /

Se você tiver mais de uma partição montada, adaptar o comando para executar em outras partições. Por exemplo na home:
$ fstrim -v /home

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Cadastrar Email

Sobre o Blog

Neste blog irei compartilhar as minhas experiências e observações. Os temas serão variados, mas com ênfase em tecnologia. Inscreva-se nos nossos canais para receber atualizações.